Salário de gestantes afastadas na pandemia pode ser custeado pelo INSS.

capa

Salário de gestantes afastadas na pandemia pode ser custeado pelo INSS.

Direito Trabalhista Empresarial


Sabemos que é de responsabilidade da empresa pagar o salário maternidade para sua empregada gestante.

Sendo que o valor pago será utilizado para” descontar” no valor pago pela empresa a título de contribuições previdenciárias futuras.

Sabemos também que a Lei 14.151, em vigor desde maio de 2021, obriga o afastamento de funcionárias grávidas do trabalho presencial até enquanto durar o estado de emergência de saúde pública em decorrência do coronavírus sem qualquer prejuízo à sua remuneração.

Mas a questão desse post é que a empresa está mantendo o salário integral de algumas empregadas gestantes que não podem trabalhar, nem de forma presencial e nem de forma remota.

Assim, a empresa está arcando com todo custo e com um grande prejuízo financeiro.

Mas existe uma saída para as empresas! Transferir esse custo para o INSS!

A empresa poderá buscar a justiça a fim de utilizar esse valor pago a título de salário da empregada gestante afastada para fins de compensar nos futuros recolhimentos das contribuições previdenciárias, ou seja, o salário pago será enquadrado como salário maternidade e com isso a empresa não perde esse valor!!

Ficou com dúvida? Busque mais informações com um profissional especializado de sua confiança.

Compartilhe

Vamos agendar um atendimento?

Fale com um especialista